NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A taxa de inflação subiu para 0,5% em março de 2021, face ao período homólogo do ano passado, sobretudo a reboque dos preços da energia (2,4%). Há um ano, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística, a taxa de inflação era de 0,05%.

A taxa portuguesa segue a tendência de subida de preços dos países da Zona Euro ao longo dos últimos 12 meses, que se repercutiu em março numa taxa média de 1,3%, quando comparada com a taxa verificada em março de 2020.

 

Apesar de se estar a verificar uma subida generalizada dos preços no consumidor no espaço do Euro, com a taxa de inflação figurar perto da taxa verificada antes da pandemia, permanece ainda longe da linha vermelha dos 2% que servem para soar os alarmes no Banco Central Europeu e que podem levar a uma mexida nas taxas de juro.

 

Segundo dados revelados hoje pelo Eurostat e pela OCDE, a taxa de inflação média de 1,3% regista em março nos países da Zona Euro foi sobretudo influenciada pela subida dos preços da energia (4,3%).

 

Na área da OCDE, a taxa de inflação aumentou para 2,4% em março de 2021, em comparação com 1,7% observado em fevereiro. Os preços anuais da energia aumentaram acentuadamente 7,4% em março, a taxa mais alta desde outubro de 2018.

Partilhar