NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O Instituto Nacional de Estatística (INE) apresentou esta sexta-feira a edição de 2021 das “Estatísticas Agrícolas”, onde dá conta de que no ano agrícola de 2020/2021, a produção de cereais de Outono/Inverno foi de 189,2 mil toneladas, uma das mais baixas dos últimos 35 anos, “reflexo de uma redução quase generalizada em todas as espécies”.

Mas na temporada de Primavera/Verão aumentou 10,3% no milho e 32,5% no arroz.

 

No que toca ao défice da balança comercial dos Produtos agrícolas e agroalimentares, alcançou os 3.845,9 milhões de euros em 2021, tendo agravado 401,6 milhões de euros face ao ano anterior, “principalmente devido à evolução dos Cereais”, que registou um aumento do défice em 154,6 milhões de euros, explica o instituto.

 

A produção diminuiu 8,1% e as exportações recuaram 4,5%, sendo que a manutenção nas importações, agravaram o grau de autoaprovisionamento dos cereais, exceto do arroz, que em 2021 foi 19,4%.

 

“Registaram-se aumentos significativos do índice de preços de produção dos bens agrícolas (+5,6%), do índice de preços dos bens e serviços de consumo corrente na agricultura (+14,2%) e do índice de preços dos bens e serviços de investimento da atividade agrícola (+3,2%)”, conclui ainda o INE.

Partilhar