NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A economia portuguesa "deverá entrar em contração no próximo ano, seguindo assim a trajetória de outras economias do euro".

A economia portuguesa deverá contrair 0,3% em 2023, de acordo com um estudo de especialistas da Allianz Trade, acionista da COSEC – Companhia de Seguro de Créditos, que mantêm a estimativa de um crescimento de 6,3% do produto interno bruto (PIB) para este ano.

 

"A economia portuguesa deverá entrar em contração no próximo ano, seguindo assim a trajetória de outras economias do euro", pode ler-se num comunicado a que o Notícias ao Minuto teve acesso. 

 

Em julho, recorde-se, os especialistas acreditavam que a economia nacional poderia crescer 1,7% em 2023.

 

Relativamente à inflação, a Allianz Trade prevê que se situe nos 7% neste ano e nos 4,3% em 2023. Anteriormente, a estimativa era de uma inflação de 5,6% em 2022 e de 3% no próximo ano.

 

"A guerra na Ucrânia, a escalada dos preços da energia e a quebra de confiança das empresas e famílias continuam a penalizar a evolução das economias, o que levou Allianz Trade a rever também as suas estimativas para o crescimento na zona euro", pode ler-se na mesma nota.

 

Os economistas estimam que a economia da zona euro vai avançar 3,1% este ano e registará uma contração de 0,8% em 2023. No início do verão, a seguradora de créditos previa que o PIB do bloco da moeda única avançasse 2,8% neste ano e 1,5% no próximo.

Partilhar