NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A Planimolde foi na semana passada reconhecida pelo Infarmed (Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde) como fabricante de dispositivos médicos.

O pedido para ser licenciada nesta área tinha sido apresentado pela empresa da Marinha Grande em Setembro do ano passado.

Até aqui, a Planimolde tem produzido assessórios, mas para fabricar dispositivos médicos na sua totalidade precisa deste reconhecimento.

“Caso os clientes o peçam, podemos produzir produtos plásticos médicos”, explica ao JORNAL DE LEIRIA Ana Sofia Ferraz, directora de qualidade.

 

A responsável acrescenta que para obter esta certificação, a Planimolde teve de cumprir uma série de requisitos, quer ao nível das instalações (nomedamente sala limpa) quer do pessoal, que tem de ter a devida qualificação.

Actualmente com 65 trabalhadores, a Planimolde nasceu há 44 anos vocacionada para a produção de moldes, mas em 2017 começou a fabricar peças plásticos.

 

Em 2020, com a pandemia de Covid-19, passou a produzir também peças plásticas para a área médica, assim como equipamentos de protecção individual (viseiras e óculos), que continua a produzir.

 

“O pedido de certificação ao Infarmed vem na continuação da entrada na área das peças plásticas para a área médica, durante a pandemia”, diz Ana Sofia Ferraz.

 

A Planimolde continua a produzir tubos plásticos que depois são integrados em kits de testes Covid e outros com zaragatoa, mas com o reconhecimento agora atribuído pelo Infarmed pode alargar a sua gama de produtos.

Partilhar