NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A Associação Empresarial da Região de Leiria (Nerlei) promove quinta-feira um seminário, através do qual dá a conhecer a nova vertente do seu projecto de apoio à internacionalização.

Em comunicado, a associação informa que garante apoio de 50% em acções até 2023, no âmbito deste novo projecto com foco no recurso a novas tecnologias e canais digitais, que ajuda empresas na internacionalização. E sublinha que tem garantido apoio para a internacionalização das PME até 2023, através do seu projecto conjunto International Business 2021-23, co-financiado pelo COMPETE 2020.

“Trata-se de um projecto que, além das habituais acções (missões empresariais, feiras internacionais e acções de capacitação), contempla uma forte componente de actividades que visam apresentar, às empresas participantes, abordagens inovadoras ao nível do marketing e organização dos processos de venda, com recurso às novas tecnologias e canais digitais”, realça a associação.

Assim, para dar a conhecer esta nova vertente do seu projecto, a Nerlei realiza no próximo dia 7 de Julho, às 9:30 horas, no seu edifício-sede, em Leiria, um seminário com um painel de intervenções “que pretende despertar os participantes para o potencial do e-commerce e da internacionalização através de meios digitais”.

Do programa faz parte International Business 2021-23, tema abordado por Henrique Carvalho, da Nerlei; E-commerce para Internacionalização, por Marta Jorge, da AICEP Programa Exportar Online; e-commerce e Marketplaces, por Catarina Ferreira, da Oonify; e Marketing Relacional: Gestão de Clientes, por Maria João Tomás, do ISCTE-IUL, autora do livro Internacionalização da Economia Portuguesa – Casos de Sucesso Empresarial.

A iniciativa, de participação gratuita, mas sujeita a inscrição prévia, encerra com debate.

 

A associação realça que esta é uma acção integrada no projecto International Business 2021-23, promovido pela Nerlei, que tem como objectivo “promover o desenvolvimento da competitividade e capacidade exportadora num conjunto de PME, através da implementação de um programa estruturado de acções de capacitação das empresas para a internacionalização e de acções promocionais e de marketing em mercados internacionais identificados como prioritários para o reforço das exportações destas mesmas empresas”.

 

Acrescenta que tal é financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização, no montante de 2.451.005,38 euros, dos quais 1.388.829,95 euros são provenientes do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Partilhar