NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Os ministros do Turismo do G20 vão debater na terça-feira formas para reavivar com segurança as viagens internacionais para impulsionar o setor, que viu a sua contribuição cair para 49,1% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial em 2020.

O turismo representa cerca de um em cada dez postos de trabalho a nível mundial e ajudou a criar um em cada quatro postos de trabalho entre 2014 e 2019, de acordo com números do Conselho Mundial de Viagens e Turismo, citados pela atual presidência do G20, que atualmente é assumida por Itália.

 

Em 2020, o turismo foi um dos setores mais atingidos pelos encerramentos resultantes da pandemia e ainda não recuperou, com muitos países ainda a manterem as fronteiras fechadas para evitar a propagação do novo coronavírus.

 

A reunião dos ministros, que será virtual e durará cerca de três horas, permitirá aos países do G-20 estudar formas e meios para restaurar a mobilidade internacional sem riscos o mais rapidamente possível e, a este respeito, “a ação e coordenação internacional são cruciais”, explicou a presidência italiana num comunicado.

 

Os ministros vão analisar e assinar um documento com uma série de diretrizes, criado em colaboração com a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) e destinado a sete áreas de intervenção: mobilidade segura, gestão de crises, resiliência, inclusão, transformação verde, transição digital, investimentos e infraestruturas.

 

“O G20 comprometer-se-á a apoiar, integrar e coordenar as principais iniciativas internacionais atualmente em desenvolvimento para uma mobilidade internacional segura, incluindo o Certificado Verde Digital da União Europeia”, refere o comunicado.

 

O encontro abordará também a questão da transformação verde da indústria do turismo e a necessidade de orientar a evolução do turismo global numa direção sustentável.

 

O ministro italiano do Turismo, Massimo Garavaglia, fará um resumo dos progressos realizados numa conferência de imprensa no final da sessão.

 

O G20, que reúne as principais economias mundiais, é responsável por mais de 80% do PIB mundial e 75% do comércio mundial e representa cerca de 60% da população mundial.

 

Em 1999, após a crise económica de 1997, os ministros das Finanças do G7 anunciaram a criação do “Grupo dos 20”, com o objetivo de envolver outros países nos debates sobre economia e finanças globais.

 

A primeira reunião oficial do G20 realizou-se em Berlim em dezembro de 1999.

Partilhar