NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Empreitada custará 2,7 milhões de euros, em Águeda.

A Câmara de Águeda firmou o contrato de empreitada, no valor de 2,7 milhões de euros, relativo à segunda fase do Parque Empresarial do Casarão, revelou a Autarquia.


Realizada na sequência de concurso público, a obra de infraestruturação, que prevê um investimento de 2,7 milhões de euros, deverá estar concluída no prazo de um ano, tendo em vista a atração de novas empresas e "potenciar a criação de emprego e a produção de riqueza no município".


"Esta é mais uma grande obra que executamos no concelho e que dota o PEC de todas as infraestruturas necessárias para apoiar a instalação de empresas, atraindo cada vez mais investimento ao nosso território", disse Jorge Almeida, presidente da Câmara.


Segundo o autarca, trata- -se de um investimento financiado pelo Programa Operacional Regional do Centro - Centro 2020, que "responde à procura por parte de investidores em instalar as suas empresas no concelho de Águeda".


"A capacidade de atrair investimento para Águeda decorre do sucesso da estratégia municipal, ao dotar os vários parques industriais do concelho dos equipamentos e infraestruturas que respondam às necessidades das empresas", frisou Jorge Almeida.


"MOTOR DA REGIÃO"


Para o autarca, o crescimento e expansão da oferta de lotes no Parque Empresarial será "um importante motor no desenvolvimento do concelho e da região". A empreitada inclui a criação de infraestruturas, nomeadamente rede viária, passeios e sinalética, rede de águas pluviais, saneamento, rede elé- trica e iluminação pública, redes de gás natural e de comunicações em fibra ótica.

Partilhar