NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A ViniPortugal, Organização Interprofissional do Vinho de Portugal, em parceria com a congénere espanhola, OIVE, apresentou, esta terça-feira, 20 de setembro, a nova campanha europeia de Vinhos de Espanha e Portugal, na Sala de Provas dos Vinhos de Portugal, em Lisboa.

Com o apoio da União Europeia, a ViniPortugal e a OIVE lançaram uma nova campanha promocional inédita na história do vinho ibérico. Com o mote "Feel The European Quality With Wines From Spain and Portugal", esta é uma das muitas ações previstas no programa conjunto das entidades, que terá a duração de três anos e que procura mostrar a qualidade e a tradição vitivinícola dos dois países.

 

O evento contou com a presença do Presidente da ViniPortugal, Frederico Falcão, e da Diretora-Geral da OIVE, Susana García Dolla, bem como de outros representantes institucionais e associações que apoiam o desenvolvimento do sector vitivinícola.

Durante o seu discurso, Frederico Falcão salientou: "Esta é uma campanha promocional europeia que também pretende abranger os turistas que visitam Portugal e Espanha, com o objetivo de lhes fornecer informações sobre os vinhos de qualidade disponíveis nos dois países. Por outras palavras, queremos sensibilizar os turistas internacionais sobre vinhos portugueses e espanhóis, sua história, cultura, harmonizações... e assim encorajá-los a consumir de forma responsável”.

 

A campanha decorrerá em Espanha e Portugal até 2024 e tem um investimento de mais de 2 milhões de euros para todo o período. Esta será também dirigida aos profissionais do vinho (importadores e sommeliers), aos meios de comunicação, aos líderes de opinião e aos turistas europeus que visitam qualquer um dos dois países ao longo dos três anos.

 

Uma paixão partilhada

Se existe uma área que se pode orgulhar da qualidade, autenticidade, história e tradição dos seus vinhos, é a Península Ibérica. E não apenas porque Espanha e Portugal têm muita tradição no mundo dos vinhos, mas também porque partilham algum em comum: uma paixão pelo vinho.

O que realmente faz destacar os vinhos ibéricos é a paixão com que são feitos. Um sentimento partilhado que implica a criação sob a mais alta qualidade, através da qual é possível viajar até ao local de onde provêm. Porque quando se prova um vinho de Espanha ou Portugal sente-se a terra, o trabalho e, sobretudo, a longa tradição por detrás de cada um deles. Também se é transportado para o clima em que as vinhas crescem, sentindo cada rio, vale, montanha... Porque cada vinho é uma viagem à qualidade, à história e a um mundo de sabores e características que não existem em nenhum outro lugar do planeta.

Além disso, o sector desempenha um papel fundamental na sustentabilidade económica, social e ambiental de muitas aldeias em Espanha e Portugal, gerando milhares de empregos diretos e indiretos que vão muito para além das vinhas e adegas, prevenindo e combatendo o despovoamento rural. Na realidade, o seu impacto positivo não se limita apenas aos países produtores, mas contribui também para impulsionar a economia europeia através de atividades como o transporte, logística, marketing e vendas.

 

O sector do vinho na Península Ibérica

Espanha:

Espanha é um dos países com a maior variedade e qualidade de vinhos do mundo, e isto devido à sua grande variedade de castas e terroirs, que tornam os vinhos únicos, sendo ainda um exportador de vinho com uma produção significativa.

- 950.000 ha de vinha (1º no mundo)

- 101 Denominação de Origem Protegida (DOP)

- 42 Indicação Geográfica Protegida (IGP)

- Produção: 39,9 M hL em 2021 (- 13,2% de ano para ano)

- Exportações: 23,6 M hL. em 2021 (+ 14,4% de ano a ano) (1ª no mundo)

- Valor de exportação: 2,858 milhões de euros em 2021 (+ 10,9% numa base anual)

Os principais importadores de vinho espanhol são Alemanha (12%), seguida pelo Reino Unido (11,9%), Estados Unidos (11,5%), França (7,3%) e Suíça (4,5%).

 

Portugal:

Portugal é o décimo maior produtor de vinho do mundo e o país da União Europeia com a maior diversidade de castas por quilómetro quadrado, com mais de 250 castas autóctones.

O desempenho estrangeiro dos vinhos portugueses tem sido significativo ao longo da última década, com uma taxa média de crescimento que tem ultrapassado os 3% ao ano. Assim, este produto já representa mais de 2% do total das exportações portuguesas, estando perto de atingir a marca dos mil milhões de euros.

- 192 mil ha de vinha (9º no Mundo)

- 31 Denominação de Origem Protegida

- 14 Indicação Geográfica Protegida

- Produção: 7,3 Milhões hL em 2021

- Exportações: 3,3 M hL em 2021

- Valor de exportação: 925 milhões de euros em 2021

Os principais importadores de vinho português são França (12,4%), seguindo-se Estados Unidos (11,2%), Reino Unido (10,5%), Brasil (7,9%) e Alemanha (5,8%).

Partilhar