NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

De acordo com os dados divulgados esta quarta-feira pelo Instituto nacional de Estatística (INE), O Produto Interno Bruto (PIB) nacional registou uma variação homóloga de 7,1% no 2º trimestre de 2022.

“No 2º trimestre, os preços implícitos nos fluxos de comércio internacional aumentaram significativamente, tendo-se registado uma maior aceleração nas exportações devido às componentes de serviços, determinando uma perda menos intensa dos termos de troca que no trimestre anterior”, explica o INE.

 

Apesar do resultado positivo, registou-se uma desaceleração do crescimento do PIB nacional, tendo no primeiro trimestre de 2021 registado um aumento de 11,8% em comparação com o período homólogo.

 

Em comparação com o 1º trimestre de 2022, o PIB registou uma taxa nula em volume, depois de ter registado um crescimento em cadeia de 2,5% no trimestre anterior, verificando-se um contributo da procura interna de -1,1 pontos percentuais (p.p.), enquanto o contributo positivo da procura externa líquida aumentou, passando de 0,4 p.p. para 1,1 p.p..

 

Os dados do INE mostram ainda que, no 2º trimestre, o emprego para o conjunto dos ramos de atividade da economia aumentou 1,8% em termos homólogos, uma desaceleração em relação aos 4,4% registados no trimestre anterior, enquanto o emprego remunerado registou uma variação de 2,8%, desacelerando também dos 4,6% registados no trimestre anterior.

Partilhar