NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Há um novo investidor a operar em Portugal. Através de um dos seus fundos, a Novaxia Investissement comprou um conjunto de terrenos no concelho da Amadora, onde irá construir um projeto imobiliário multiusos de “grande escala”. Este que é o seu primeiro negócio imobiliário no país, foi fechado com o Millennium bcp por um valor não revelado.

Em causa estão cinco terrenos no concelho de Amadora, na Área Metropolitana de Lisboa, anteriormente ocupados por atividades industriais. Juntos, estes terrenos perfazem uma área de cerca de 72.000 metros quadrados (m2). Aqui vai nascer um projeto imobiliário multiusos com um potencial constritutivo de 107.000 m2 acima do solo. E entre os vários usos permitidos destaca-se habitação, serviços e outros equipamentos na área da saúde, educação ou cultura. O primeiro estudo propõe também a criação de espaços verdes.

 

Localizado junto à freguesia de Benfica, um dos bairros residenciais mais consolidados de Lisboa, o desenvolvimento deste projeto permitirá “consolidar e harmonizar” a ligação entre os dois concelhos, lê-se no comunicado enviado às redações. O ativo dispõe de acessibilidades, quer rodoviárias, quer da rede pública de transportes, e está próximo do metro.

 

“Este é um projeto de requalificação urbana emblemático”, no qual será “possível dinamizar um bairro sem alterar negativamente a natureza dos solos”, comenta Mathieu Descout, President da Novaxia Investissement, notando que este é um dos primeiros projetos que a empresa está a realizar fora de França e que, para fazê-lo, conta com o BNPP Real Estate enquanto parceiro. Além disso, reforça que a Novaxia quer “continuar a sua expansão internacional através de projetos de todas as dimensões".

 

Uma oportunidade para renovar stock imobiliário da Amadora

 

“Esta transação confirma a forte procura internacional por projetos de desenvolvimento imobiliário de grande escala e surge como uma oportunidade única de renovar o stock imobiliário existente, permitindo que este seja comercializado no futuro a preços mais ajustados à capacidade da generalidade das famílias e empresas portuguesas”, começa por comentar Gonçalo Ponces, Head of Development da JLL, a consultora imobiliária que assessorou o vendedor neste negócio.

 

Além disso “ o futuro projeto imobiliário a nascer nestes terrenos, pela sua escala, vai dar um contributo importante para a regeneração de que este território tem sido alvo nos últimos anos, dando continuidade ao grande investimento municipal realizado numa das localizações mais estratégicas para o concelho da Amadora”, aponta ainda Gonçalo Ponces.

 

O projeto da Fábrica tem um “enorme potencial de desenvolvimento”, começa por referir Pedro Alves Torgo, Head of BNPP RE Portugal e Property Development Director Iberia. E a ideia passa por “trazer para o concelho da Amadora uma nova centralidade ao serviço da cidade e das pessoas”, explica ainda.

 

Antes da compra dos terrenos ter sido selada, foram realizados estudos iniciais técnicos e urbanísticos que contaram com o apoio do BNP Paribas Real Estate, entidade que também introduziu a Novaxia ao vendedor.

Partilhar