NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Dados divulgados esta terça-feira, 21 de junho, pelo Banco de Portugal (BdP), mostram que, em abril, as receitas provenientes da atividade turística somaram 1.560,48 milhões de euros, numa subida de 13% face a mês homólogo de 2019.

Em abril, as receitas provenientes da atividade turística somaram 1.560,48 milhões de euros, valor que traduz uma subida de 13% face a mês homólogo de 2019, ainda antes da chegada da pandemia da COVID-19, de acordo com os dados revelados esta terça-feira, 21 de junho, pelo Banco de Portugal (BdP).

 

Os dados divulgados mostram que, face a abril do ano passado, a subida é ainda mais expressiva e chega aos 382%, talvez por causa da Páscoa, que se assinalou a 17 de abril, uma vez que no mesmo mês de 2021 o valor das receitas turísticas, que se encontra pelos gastos dos turistas estrangeiros em Portugal, se ficava pelos 323,71 milhões de euros, até porque, na altura, o país estava ainda a sair do segundo confinamento.

 

Em comparação com abril de 2020, ano em que começou a pandemia da COVID-19, a subida das receitas provenientes da atividade turística é de 768%, já que, em abril de 2020, este indicador não foi além dos 179,73 milhões de euros.

 

Tal como as receitas, também as importações do turismo, que correspondem aos gastos dos turistas portugueses no estrangeiro, estão em tendência ascendente e, em abril, somaram 504,99 milhões de euros, valor que fica 6,6% acima do contabilizado no mês homólogo de 2019.

 

Face a abril do ano passado, o crescimento chega aos 139,6%, uma vez que, em abril de 2021, as importações turísticas somavam 210,76 milhões de euros, enquanto em abril de 2020 tinham atingido os 106,39 milhões de euros, o que traduz um aumento de 374,7%.

 

À semelhança das receitas e das importações, também o saldo da rúbrica ‘Viagens e Turismo’ está em tendência de crescimento e, em abril, chegou aos 1.055,49 milhões de euros, valor que traduz uma subida de 16,3% face a abril de 2019.

 

Em comparação com abril de 2021, a subida do saldo desta rúbrica chegou aos 834%, uma vez que em igual mês do ano passado o montante do saldo era de apenas 112,96 milhões de euros, enquanto em abril de 2020 somava 73,33 milhões de euros, o que traduz um aumento de 1.339%.

 

“As exportações e as importações de viagens e turismo cresceram, em termos homólogos, respetivamente, 382,1% e 139,6%, permitindo que o excedente desta rubrica aumentasse 943 milhões de euros. As exportações e as importações superaram os valores de abril de 2019, respetivamente, em 13% e 7%”, destaca o BdP, no comunicado divulgado esta terça-feira.

 

Crescimento também no acumulado

 

No acumulado até abril, a tendência também é positiva e, no caso das receitas turísticas, que somam 4.286,36 milhões de euros, há uma melhoria face ao acumulado dos quatro primeiros meses de 2019, quando as receitas da atividade turística chegavam aos 4.257,86 milhões de euros, o que traduz um aumento de 0,7%.

 

Já no que diz respeito às importações a situação é ligeiramente diferente, uma vez que, no acumulado até abril, o montante apurado chega aos 1.201,77 milhões de euros, quando em igual período de 2019 estava nos 1326,51, o que indica uma descida de 9,4%.

 

No saldo, o valor acumulado até abril é já de 3.084,59 milhões de euros, montante que fica 5,2% acima do apurado em igual período de 2019, quando o valor acumulado do saldo da rúbrica ‘Viagens e Turismo’ era de 2.932 milhões de euros.

Partilhar