NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A Cabeólica, uma parceria público-privada com financiamento internacional que permitiu instalar em Cabo Verde quatro parques eólicos, prevê investir 33 milhões de euros até 2024 e aumentar em 50% a capacidade de produção instalada. O projeto prevê a instalação de aerogeradores com uma capacidade total de 13 MegaWatts (MW) no parque eólico do monte São Filipe, na ilha de Santiago, duplicando neste caso a produção de eletricidade na capital, segundo dados do Governo.

O plano de expansão, que já levou à assinatura, em 23 de Setembro, de um memorando de entendimento entre a Cabeólica e o Ministério da Indústria, Comércio e Energia, prevê ainda a instalação de duas baterias de armazenagem da eletricidade produzida nos parques eólicos da empresa, com capacidade de 5 MW, nas ilhas de Santiago e do Sal.

 

A Cabeólica conta com uma potência instalada de 25,5 MW, com 30 turbinas eólicas distribuídas pelos parques nas ilhas de Santiago (11), Sal (09), São Vicente (07) e Boa Vista (03), pelo que o reforço de 13 MW na Praia, que representa um aumento de 50% na capacidade total de produção.

 

“É um investimento que se enquadra dentro da estratégia da transição energética do país e vai permitir também atingirmos os 30% em 2025, que é a nossa meta de penetração de energias renováveis estabelecida no plano do sector elétrico que foi aprovado em 2018”, afirmou o ministro da Indústria, Comércio e Energia, Alexandre Monteiro, após a assinatura do memorando de entendimento com a Cabeólica.

 

Acrescentou que além deste plano de expansão, existem outros projetos com produtores independentes já adjudicados, que irão permitir ao país ultrapassar os 30% de penetração de energias renováveis, face aos atuais cerca de 20%.

Partilhar