NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Operação do primeiro semestre já está 5% acima do pré-pandemia. Em março foi batido um recorde em escalas e passageiros de cruzeiro.

Aretoma do turismo no país continua a aquecer e, apesar de o transporte aéreo ser o principal responsável pela chega a solo nacional da maioria dos turistas, a recuperação do setor dos cruzeiros também já se faz sentir. A administração do Porto de Lisboa perspetiva que em 2022 a operação cresça 6% face a 2019 totalizando 330 escalas. Já o número de passageiros deverá chegar aos 450 mil.

 

Só passado mês de junho estavam já 365 navios de 83 companhias de cruzeiro a operar. No primeiro semestre do ano, o Porto de Lisboa registou 154 escalas de navios de cruzeiro,valor 5% acima do contabilizado em igual período de 2019. Março registou um recorde, para esse mês, em escalas e passageiros de cruzeiro, totalizando 27 escalas e 29 617 passageiros.

Os bons números, que superam já os valores pré-pandemia, justificam-se pelo crescimento de 43% das operações em turnaround (viagem iniciada ou terminada no porto de Lisboa). Nos primeiros seis meses de 2019 havia 193 navios cruzeiro a operar no Mediterrâneo e ilhas atlânticas, ou seja, as duas principais áreas de influência do Porto de Lisboa. Este ano, o número subiu para 209.

 

"O crescimento das viagens de turnaround é uma consequência das excelentes condições do porto, nomeadamente o Terminal de Cruzeiros de Lisboa que oferece as melhores condições para acolher navios e passageiros de cruzeiro, mas também do potencial elevado que a cidade de Lisboa lhe confere, em especial com a sua beleza, o seu património e com a sua localização no cruzamento das principais rotas - Mediterrâneo, Báltico, transatlântico, Atlântico", explica em comunicado o administrador do Porto de Lisboa, Ricardo Medeiros.

 

O primeiro semestre do ano ficou ainda marcado pelos 13 navios de cruzeiro que escalaram o Porto de Lisboa pela primeira vez, destacando-se o Silver Dawn pelo facto de ter sido batizado em Lisboa no dia 31 de março, o Valiant Lady, o AIDAcosma e o Celebrity Beyond, por também terem entrado ao serviço em 2022 e de Lisboa ter sido incluída nas suas viagens inaugurais.

Partilhar