NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Em 2021, os Estados-Membros da UE produziram 33,1 mil milhões de litros de cerveja com álcool e quase 1,7 mil milhões de litros de cerveja, que continham menos de 0,5% de álcool ou que não tinham qualquer teor alcoólico, diz um relatório da Eurostat.

Em comparação com 2020, houve um impulso na produção da UE de cerveja com e sem álcool. A produção de cerveja sem álcool foi a que mais aumentou, quase 20%, enquanto a cerveja com álcool aumentou quase 3%.

Em 2021, a produção total de cerveja da UE foi equivalente a quase 78 litros por habitante.

 

Maior produtor de cerveja

 

Entre os Estados-Membros da UE com dados disponíveis, em 2021 tal como em 2020, a Alemanha foi o maior produtor com 7,5 mil milhões de litros (23% da produção total da UE). Isto significa que cerca de uma em cada quatro cervejas contendo álcool produzidas na UE eram originárias da Alemanha.

 

A Alemanha foi seguida pela Polónia e Espanha, ambas com 3,7 mil milhões de litros produzidos, ou 11% da produção total da UE, e os Países Baixos com 2,5 mil milhões de litros ou 7% da produção total da UE.

 

A produção destes quatro países ascende a 52% da produção total de cerveja da UE.

 

Já Portugal, de acordo com a entidade estatística europeia, representa cerca de 2,14% do total da UE em 2021, com uma produção de 710,55 milhões de litros de cerveja em 2021. Em 2020, o país atingiu uma produção de cerca de 697 milhões de litros de cerveja.

 

Principal exportador

 

Os dados comerciais mostram que os Países Baixos continuaram a liderar como primeiro exportador de cerveja contendo álcool em 2021, tal como em 2020. Os Países Baixos exportaram um total (intra e extra UE) de 1,9 mil milhões de litros de cerveja contendo álcool em 2021, representando 21% do total das exportações de cerveja da UE.

 

Quanto às importações, a França continuou a ser o maior importador de cerveja com álcool em 2021, com 0,8 mil milhões de litros, representando 16% das importações totais da UE (intra e extra UE). A Itália e a Alemanha importaram quase 0,7 mil milhões de litros (13%), seguidos pelos Países Baixos (0,6 mil milhões de litros; 12%) e Espanha (0,5 mil milhões de litros; 10%).

Partilhar