NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

De acordo com o Eurostat, as maiores subidas homólogas foram observadas na Eslovénia (27,2%), na Polónia, na Roménia (5,9% em ambos os casos) e nos Países Baixos (4,7%), e os principais recuos em Espanha (-10,4%) e na Hungria (-8,1%).

A produção na construção registou ligeiros crescimentos, em junho, tanto na zona euro (0,1%) como na União Europeia (0,6%), face ao mês homólogo de 2021, divulgou esta quinta-feira o gabinete oficial de estatísticas europeu, o Eurostat.


Na comparação em cadeia, com o mês de maio do corrente ano, o indicador registou recuos em ambos os casos, de -1,3% no espaço da moeda única e de -1,2% no conjunto dos Estados-membros da União Europeia (UE).

 

De acordo com o Eurostat, as maiores subidas homólogas foram observadas na Eslovénia (27,2%), na Polónia, na Roménia (5,9% em ambos os casos) e nos Países Baixos (4,7%), e os principais recuos em Espanha (-10,4%) e na Hungria (-8,1%).

Na variação mensal, a Eslovénia (1,7%), os Países Baixos (1,0%) e a Finlândia (0,1%) apresentaram as maiores subidas, enquanto os maiores recuos foram registados na Hungria (-5,2%), na Eslováquia (-5,0%) e na Áustria (-4,8%).


Em Portugal, a produção na construção avançou em junho 2,7% em termos homólogos, mas recuou 0,4% face ao mês anterior deste ano.

Partilhar