NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Hoje em dia, diferentes sensores instalados no sistema de escape dos modernos veículos ligeiros e comerciais monitorizam, com a máxima precisão, a composição dos gases de escape.

Desta forma, dão uma importante contribuição para o cumprimento dos limites legais de emissão e das regulamentações sobre diagnóstico a bordo. A substituição de sensores defeituosos e desgastados é, portanto, de grande importância. A Bosch tem uma gama completa que inclui sondas lambda, sensores de óxido de nitrogénio, sensores de partículas, sensores de pressão diferencial e sensores de temperatura dos gases de escape; gama essa que já está disponível para consulta no seu novo catálogo. Ao combinar esses sensores com o sistema Denoxtronic, as oficinas contam com uma ampla gama de componentes de tratamento de gases de escape com a garantia de qualidade do equipamento original.

 

Sondas lambda

As sondas lambda determinam a quantidade de oxigénio contida nos gases de escape. A partir desse valor, a unidade de controlo do motor estabelece a quantidade ideal de combustível a ser injetada na câmara de combustão. Os sensores lambda são usados ??em motores a gasolina, diesel e gás.  A gama de sondas lambda da Bosch cobre mais de 80 por cento de todos os veículos no mercado. Com a sua alta precisão de medição, essas sondas suportam ativamente a eficiência do motor e o tratamento eficaz dos gases de escape. Uma sonda lambda nova contribui para economizar 15% de combustível em comparação com uma sonda desgastada.

 

Sensores de óxidos de nitrogénio

Cada vez mais veículos a diesel e um número crescente de veículos comerciais ligeiros e pesados ??são equipados com sensores de óxido de nitrogénio. Esses sensores medem a quantidade de óxidos de nitrogénio (NOx) após terem passado pelo conversor catalítico SCR. Alguns tipos de motores incluem um segundo sensor antes do SCR. Estes sensores controlam a quantidade de ureia (AdBlue) injetada no catalisador para uma redução catalítica seletiva (SCR), a fim de diminuir as emissões de NOx. Além disso, monitorizam também os componentes SCR. À medida que a tecnologia SCR é utilizada mais frequentemente, os sensores de óxido de nitrogénio estão a tornar-se cada vez mais importantes para o mercado de reposição e oficinas. A atual gama da Bosch é composta por mais de 50 referências, incluindo sensores compatíveis com vários modelos de veículos.

 

Sensores de partícula

A gama, que inclui 48 referências, é continuamente expandida. Esses sensores analisam, medindo a resistência, a quantidade de partículas de fuligem contidas nas emissões do motor diesel. A partir dos valores obtidos, a unidade de controlo analisa o funcionamento do filtro de partículas. Antes de cada medição, o sensor regenera-se por aquecimento, de forma a mantê-lo nas mesmas condições para todas as medições.

 

Sensores de precisão diferencial

Os sensores de pressão diferencial medem a diferença de pressão através do filtro de partículas. Os valores medidos fornecem informações sobre a condição do filtro para acionar a sua regeneração com base na procura e na economia de combustível. Esses tipos de sensores são também usados ??para controlar a recirculação de baixa pressão dos gases de escape. A atual gama da Bosch, que inclui mais de 30 referências, abrange a maioria dos veículos do mercado europeu.

 

Sensores de temperatura de gases de escape

Os sensores de temperatura dos gases de escape podem ser instalados em diferentes locais dentro do sistema de escape de motores a diesel e a gasolina. Eles medem a temperatura dos gases de escape e enviam um sinal de tensão elétrica para a unidade de controlo do motor. Quando utilizados em motores diesel, controlam a temperatura do filtro de partículas e, assim, contribuem para o cumprimento dos valores limite de emissão e eficiência de combustível. Se usados ??em motores a gasolina, ajudam a proteger componentes críticos, como conversores catalíticos e turbocompressores. A gama de peças de reposição da Bosch para a oficina inclui mais de 150 referências que abrangem a maioria dos veículos de fabricantes europeus de automóveis.

 

Denoxtronic

O sistema de tratamento de gases de escape Denoxtronic é cada vez mais utilizado em veículos a diesel, gerando um potencial de negócios adicional para a oficina. O sistema injeta uma solução aquosa de ureia (conhecida como AdBlue) no sistema de escape. Combinado com o conversor catalítico SCR, converte óxidos de nitrogénio nocivos (NOx) em água e nitrogénio. Ao desenvolver esses sistemas, a Bosch oferece uma solução abrangente para oficinas, incluindo formaçãi, equipamentos de diagnóstico e peças de reposição.

Partilhar