NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O Banco Português de Fomento apoiou cerca de 10.500 empresas no primeiro semestre deste ano, revelou esta quinta-feira a instituição, através de um comunicado enviado às redações.

No total, através de linhas de garantias públicas foi possível garantir um total de 1.682 milhões de euros de financiamento a empresas que são responsáveis por cerca de 66 mil postos de trabalho.

 

“Estes 1.682 milhões de euros são o resultado do funcionamento de efeitos multiplicadores das garantias emitidas, no valor de 1.331 milhões de euros. O BPF tem atualmente 32 produtos em vigor neste segmento, aos quais corresponde uma dotação global superior a 5,6 mil milhões de euros”, pode ler-se no documento.

 

O BPF terminou a primeira metade do ano com 13 ferramentas de capital, com os quais investiu em 46 empresas que por sua vez criaram 535 novos postos de trabalho.

 

No que toca aos instrumentos de dívida foram apoiadas 11 empresas, com operações de financiamento que atingiram 8,7 milhões de euros, “contribuindo para a manutenção e criação de pelo menos 221 postos de trabalho. Só no primeiro trimestre de 2021, estima-se que a atividade neste segmento tenha tido um impacto potencial de 17,3 milhões de euros na economia portuguesa”, refere ainda a nota.

 

O BPF é um banco público, que tem como acionistas o IAPMEI, a AICEP, a Direção-geral do Tesouro e Finanças e o Turismo de Portugal.

Partilhar