NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A The Navigator Company continua com a estratégia de diversificação do negócio e celebrou um acordo com a empresa alemã P2X Europe para a criação de uma joint venture.

A P2X Portugal irá desenvolver uma unidade industrial de última geração para a produção de combustíveis não fósseis para o setor da aviação, no complexo industrial da Navigator na Figueira da Foz.

 

Os combustíveis a produzir também conhecidos como e-SAFs (e-Sustainable Aviation Fuels) ou jet-fuel (querosene) sintético produzido a partir de hidrogénio verde e CO2 biogénico.

 

Portugal reúne as condições competitivas para a produção de energia solar e eólica, assim como do CO2 biogénico gerado pelas biorrefinarias da Navigator. Em conjunto, estes são os dois elementos críticos para o sucesso da produção à escala industrial de jet-fuels sintéticos net-zero (neutros em carbono), com vista à descarbonização da indústria da aviação.

 

A joint venture reúne o know-how da P2X Europe, precursora no desenvolvimento de projetos PtL (Power-to-Liquids) a nível internacional e trader de combustíveis líquidos, e por outro lado a experiência industrial da Navigator na gestão de biorrefinarias e florestas.

 

“Portugal encontra-se numa posição única para desenvolver um novo cluster de produção de derivados de hidrogénio verde, como os combustíveis sintéticos, criando emprego, fomentando exportações e assegurando um papel de liderança no estabelecimento de uma bioindústria assente em florestas sustentáveis, que será fundamental para a ambicionada descarbonização do setor dos transportes” refere a empresa em comunicado.

 

A instalação da P2X Portugal no complexo industrial da Navigator na Figueira da Foz marca um passo fundamental para Portugal e para a Europa no caminho para a construção de um ecossistema totalmente integrado de produção de combustíveis verdes.

 

O que significa?

 

A P2X Portugal irá fazer a captura de até 280 000 toneladas /ano de CO2 biogénico estando prevista uma capacidade total de produção de eFuel (eSAF) de 80 000 toneladas por ano, assim que totalmente desenvolvido.

 

Para as duas primeiras fases de desenvolvimento, o investimento totalizará cerca de € 550-600 milhões na instalação de produção de H2 verde, na infraestrutura e processo de captura de CO2 biogénico, e na capacidade de produção de 40 000 toneladas por ano de crude e combustível sintético.

 

O Governo português concedeu ao projeto PtL da P2X Portugal o estatuto Projeto de Interesse Nacional (PIN). Sujeito ao cumprimento de determinadas condições precedentes e a uma decisão final de investimento positiva prevista para meados de 2023, o Projeto está programado iniciar a operação comercial no primeiro semestre de 2026.

 

As condições precedentes exigidas para uma Decisão Final de Investimento positiva incluem, entre outras, (i) disponibilidade de energia renovável a preços competitivos (tipicamente eólica e solar), (ii) adequado enquadramento regulatório para a produção de Hidrogénio Verde, a definir no EU Delegated Act atualmente em discussão em Bruxelas, (iii) acordos de off-take satisfatórios com companhias aéreas de referência, e (iv) obtenção de incentivos adequados ao investimento proporcionados pela União Europeia e pelo Governo Português. A joint venture está em processo de obtenção de autorização das autoridades anti-trust da UE.

 

Combustível de aviação sustentável (SAF/eSAF) e CO2 biogénico

 

Os Sustainable Aviation Fuels (SAF) baseados em Power-to-Liquids (PtL), também conhecidos como eSAF, são a alavanca mais importante para descarbonizar o setor da aviação. Para grandes aeronaves e voos de longa distância, o eSAF sintético será a única opção viável para diminuir as emissões de carbono. O eSAF (eKerosene) derivado de PtL, gerado a partir de eletricidade renovável e fontes biogénicas de CO2, como a P2X Portugal irá produzir, poderá reduzir as emissões de carbono em 90 a 100% por comparação com o combustível de aviação convencional.

 

O CO2 biogénico é originalmente sequestrado da atmosfera por fotossíntese e armazenado nas árvores. O uso de material florestal gerido de forma sustentável em processos industriais de biorrefinaria da Navigator conduz a emissões biogénicas de CO2, assegurando um ciclo de carbono sem emissões (net zero cycle).

 

O produto final da P2X Portugal (eSAF) será, portanto, resultado de um processo de transformação iniciado com eletricidade renovável (solar e eólica) e com a fotossíntese em florestas. Através do processo, a P2X Portugal irá na prática armazenar energia solar e eólica num combustível líquido sintético.

 

Perspetivas futuras

 

O projeto contribuirá para o desenvolvimento de uma nova cadeia de valor estratégica em Portugal, bem como para a concretização das principais iniciativas da UE na área climática, nomeadamente o Green Deal, a EU Hydrogen Strategy e a REPowerEU.

 

O Parlamento Europeu tomou recentemente uma decisão histórica sobre a regulação dos combustíveis de aviação, estabelecendo metas vinculativas para a substituição do jet-fuel convencional (querosene) por combustível de aviação sustentável (SAF) em geral e, em particular, pelos combustíveis sintéticos verdes à base de hidrogénio produzidos a partir de fontes de energia renováveis (eSAF).

Partilhar