NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Os hotéis da cidade de Lisboa praticaram este ano os preços de quartos mais elevados de sempre para um mês de Abril, com 178,87 euros nos 5-estrelas, 100,86 nos 4-estrelas e 84,44 nos 3-estrelas, bem como para um primeiro quadrimestre, respectivamente com 160,53 euros, 86,54 euros e 68,4 euros.

Os dados do Observatório do Turismo de Lisboa divulgados pela Associação de Turismo de Lisboa mostram que em Abril, relativamente ao mês homólogo de 2018, os preços aumentaram 2,5% nos 5-estrelas, 6,2% nos 4-estrelas e 2,5% nos 3-estrelas, e no quadrimestre os aumentos foram em 2,5% em 5,6% e em 1,9%, respectivamente.

 

Os mesmos dados mostram que esse aumentos permitiram anular as quedas de ocupação ocorridas nos dois períodos e que as três categorias apresentaram aumentos de RevPAR tanto para o mês de Abril como para o quadrimestre.

 

Em Abril, a subida mais forte da RevPAR foi nos 4-estrelas, em 2,4%, para 87,25 euros, seguindo-se os 3-estrelas, com +2,1%, para 76,19 euros, e depois os 5-estrelas, com +0,7%, para 133,04 euros.

 

Já no conjunto do quadrimestre, o aumento mais forte é o dos 5-estrelas, com +3,4%, para 100,69 euros, seguindo-se os 3-estrelas, com +2%, para 54,14 euros, e por fim os 4-estrelas, com +0,8%, para 63,21 euros.

 

Este melhor desempenho dos 5-estrelas em RevPAR deve-se a terem registado uma melhoria da taxa de ocupação, em 0,5 pontos, para 62,73%, ainda assim aquém do melhor registo para o período, que é de 65,32% em 2017.

 

Os 4-estrelas, que tiveram a subida de preço de quartos mais forte do quadrimestre, tiveram também a mais forte queda da taxa média de ocupação, em 3,5 pontos, para 73,04%, que é o nível mais baixo para um primeiro quadrimestre desde 2016.

 

Porém, de acordo também com o Observatório, este ano há de novo um aumento da oferta hoteleira da capital, que atinge cerca de 19,8 mil quartos, +4,2% que há um ano e +48,2% que em Abril de 2009.

Partilhar