NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

O financiamento às Pequenas e Médias Empresas (PME) foi debatido em Aveiro, onde os empreendedores ficaram a conhecer as alternativas de se financiarem que as startups têm à sua disposição.

Esteve presente, entre outros, o presidente da Instituição Financeira de Desenvolvimento (IDF), Henrique Cruz, começando por abordar o tema sobre o que pode o financiamento alternativo fazer pelas PME”.

 

Para Henrique Cruz, “Aa IFD apoia o desenvolvimento do tecido empresarial português, colmatando as falhas de mercado no acesso ao financiamento das empresas, com enfoque nas startups e nas Pequenas e Médias Empresas (PME), em particular na capitalização e do financiamento de médio e longo prazo da atividade produtiva, facilitando ao operador privado a oferta de capitalização efetiva das empresas portuguesas”.

 

No corrente mercado globalizado e altamente competitivo, o investimento empresarial é um fator decisivo no sucesso das startups, segundo as conclusões do evento, que teve lugar em Aveiro, tendo sido referido que “a implementação de estratégias de crescimento necessita de financiamento capaz de apoiar as empresas nos seus diferentes estágios”.

 

“Tradicionalmente, a maneira mais comum para as PME obterem financiamento é através do crédito bancário”, mas “em Portugal o espetro de financiamento é ainda mais definido onde a maioria dos empresários recorrem a instituições bancárias, sendo de mais de 70 por cento da dívida das empresas nacionais é banco de crédito”, segundo foi referido nas conclusões.

Só que “essa forma tradicional de financiamento tem suas limitações, tornando as formas alternativas de financiamento uma opção viável para as empresas”, conforme foi revelado no encontro.

 

O Altfinator Project surge com o objetivo de melhorar o acesso das PME a financiamento alternativo, facilitando a transferência de melhores práticas dos países mais avançados e maduros no setor, como o Reino Unido, França, Alemanha, Holanda, EUA e China, para mercados menos avançados localizados na Europa do Sul, Central e Oriental.

 

Este workshop foi uma oportunidade única para empreendedores, startups e PME obterem insights e discutirem com os investidores ​​as oportunidades de investimento e necessidades decorrentes de fluxos alternativos de financiamento. Presentes no evento estiveram ainda Organizações como a PLP, a Portugal Ventures e o IAPMEI, segundo foi anunciado pela organização.

Partilhar