NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

“Beyond the Streets” vai ocupar dois pisos de um edifício em Brooklyn. Vai ser inaugurada na sexta-feira, 21 de junho.

Mais de 150 artistas de todo o mundo estão reunidos para participarem na exposição “Beyond the Streets”, que vai ocupar dois pisos de um edifício em Brooklyn, em Nova Iorque, nos EUA, a partir de sexta-feira, 21 de junho, e que se vai prolongar até ao final de agosto.

 

O espaço tem mais de nove mil metros quadrados e vai acolher obras de dois portugueses — Alexandre Farto, que é mais conhecido por Vhils; e André Saraiva, que assina como Mr. A e que nasceu na Suécia, mas que tem pais portugueses.

 

É uma mostra focada em trabalhos de arte urbana, que habitualmente vemos na rua — seja um stencil, um graffiti, uma simples frase, um enorme mural ou uma peça mais elaborada e distinta — só que no interior de um prédio.

 

A obra de Vhils é um rosto humano construído em cimento, que já tinha sido apresentado noutra exposição “Beyond the Streets”, em Los Angeles, também nos EUA, durante o ano passado.

 

“Trabalho com cimento desde 2014 e um dos maiores desafios que alguma vez enfrentei foi como humanizar um material tão mundano e duro. É preciso habilidade e tempo para conseguir ter os detalhes e a elegância necessários para criar uma cara humana, como esta que fiz no ano passado”, escreveu Vhils no Instagram.

 

É esta a peça de Alexandre Farto que os nova-iorquinos vão poder ver ao vivo nos próximos meses. A mostra inclui ainda trabalhos do australiano Anthony Lister, do argentino Felipe Pantone, do francês Invader, do grupo americano Guerrilla Girls, do japonês Takashi Murakami, dos alemães 1UP Crew e dos americanos Keith Haring e Shepard Fairey, entre outros.

 

A curadoria de “Beyond the Streets” coube ao historiador de graffiti e antropólogo Roger Gastman. A programação da iniciativa inclui ainda cinema, palestras e várias performances.

Partilhar