NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Na área do Grande Porto, tal como nas cidades de Guimarães e Braga a capacidade hoteleira está praticamente esgotada neste início de Junho. O motivo é a fase final da Liga das Nações em futebol de deverá trazer um retorno de 150 milhões de euros para a economia local.

Os cerca de 100 mil adeptos que visitam Portugal para a Liga das Nações, que arranca quarta-feira, 5 de Junho, praticamente esgotaram os hotéis das cidades anfitriãs e dos concelhos vizinhos do evento. A informação foi avançada pelo Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP) que avança que “na cidade de Guimarães, sede da Inglaterra, a capacidade hoteleira está esgotada e em Braga, onde estagia a Holanda, está muito perto disso”.

 

A Entidade Regional de Turismo avança ainda que no Porto a situação é similar, com o índice de ocupação hoteleira muito perto da lotação esgotada e nos concelhos limítrofes a ultrapassar os 80 por cento. Estes números levam o presidente da TPNP, Luís Pedro Martins, a considerar que “tudo concorre para que tenhamos um Junho histórico em termos turísticos. Tivemos um rally que foi um sucesso, agora a Liga das Nações e ainda teremos os santos populares”.

 

Um estudo do Instituto Português de Administração e Marketing (IPAM) estima que a Liga das Nações, que tem a grande final agendada para domingo, dia 9, possa trazer um retorno para a economia local na ordem dos 150 milhões de euros. Para lá dos proveitos directos, há ainda que considerar a projecção internacional do território por força das transmissões televisivas, apontando-se para cerca de 100 milhões de espectadores, segundo dados da UEFA.

Partilhar