NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A Tridonic, do grupo austríaco de iluminação Zumtobel, vai investir oito milhões de euros até 2022 num centro global de competência em 'software', que será inaugurado no próximo dia 11 de junho, em Vila Nova de Gaia.

Em declarações à Lusa, o diretor-geral da Tridonic Portugal, João Granjo Lopes, adiantou que neste momento a empresa já conta com 30 pessoas, engenheiros informáticos e eletrotécnicos sobretudo, mas espera fechar o ano com 50 colaboradores.

O espaço adquirido pelo grupo, num edifício de escritórios de Vila Nova de Gaia, foi todo remodelado de forma a albergar 75 trabalhadores no futuro, disse o mesmo responsável.

 

"Fazemos o 'software' que permite às luminárias serem inteligentes", explicou João Granjo Lopes, detalhando que os produtos da Tridonic conseguem, por exemplo, "transformar cada luminária num computador ligado à Internet", com uma "série de funcionalidades que nunca foram feitas na iluminação", como "um mapa de calor que indica por onde é que as pessoas passam num supermercado", dados que interessam a uma empresa de distribuição, adiantou.

 

Entre as aplicações desta tecnologia conta-se ainda a capacidade de "sentir o ambiente" em locais de trabalho em 'open space' e piscar quando está muito barulho, ou detetar, numa garagem, se houve um acidente.

 

João Granjo Lopes referiu ainda a possibilidade de usar este 'software' em iluminação pública e com isso controlar os parquímetros e avisar as autoridades quando o pagamento não foi efetuado.

 

O diretor-geral da Tridonic Portugal contou que o grupo percebeu, há cerca de um ano e meio, que era preciso trabalhar mais a área de 'software'.

 

"Criou-se uma 'task force' [grupo de trabalho] com esse objetivo, tínhamos uma série de critérios a cumprir", adiantou o responsável, destacando que o grupo austríaco analisou a Polónia, Portugal, Hungria e Sérvia.

 

"Escolhemos Portugal, que nem era o mais barato", indicou João Granjo Lopes, destacando o ambiente económico e a qualidade dos engenheiros como pontos fundamentais para a escolha.

 

O grupo está em Portugal já há dez anos, com vendas através de Espanha, nas componentes de iluminação, de acordo com o diretor-geral.

 

A austríaca Zumtobel está cotada na bolsa de Viena, e conta com receitas anuais na ordem dos 1,2 mil milhões de euros e uma estrutura global de mais de seis mil pessoas, de acordo com informação disponibilizada pela empresa. Está presente em cerca de 90 países.

 

A inauguração da Tridonic Portugal terá lugar no dia 11 de junho e irá contar com a presença do secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, do presidente da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), Luís Castro Henriques, e do presidente do grupo austríaco, Alfred Felder.

Partilhar