NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Um setor que vale 3,5 mil milhões de euros e pesa 4,3% nas exportações estará em análise entre 26 e 27 de junho, na Alfândega do Porto. O primeiro-ministro António Costa será um dos visitantes.

A fileira nacional do segmento casa vai estar em foco nos dias 26 e 27 de Junho no Centro de Congressos da Alfândega do Porto, com a realização da Portugal Home Week, um evento internacional exclusivo para profissionais, que vai abranger todas as indústrias ligadas à fileira: mobiliário, iluminação, decoração e têxteis-lar.

 

O segmento assume cada vez mais importância em Portugal: segundo avançou ao JE o secretário-geral da Associação Portuguesa das Indústrias de Mobiliário e Afins (APIMA), Gualter Morgado, “o volume total de negócios do sector em 2018 foi de quase 3,5 mil milhões de euros, dos quais 2,5 mil milhões correspondem a exportações” – um crescimento de 5%, em comparação com o ano anterior. A fileira casa representara assim cerca de 4,3% do total das exportações nacionais – e os seus produtos “seguem para cerca de 187 países diferentes”.

 

Segundo os números mais recentes há 7.575 empresas ligadas à fileira, que geram mais de 61 mil postos de trabalho. Face ao grande significado que o sector representa para a economia nacional, nomeadamente no que às exportações diz respeito e ao elevado potencial de internacionalização que o Portugal Home Week detém, a APIMA encontrou na AICEP o parceiro para o desenvolvimento do evento.

 

Nos dois dias de trabalhos estarão presentes, segundo Gualter Morgado, o primeiro-ministro António Costa e o secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias. Neste quadro, “o Portugal Home Week é um evento que só peca por tardio”.

 

A iniciativa é uma organização APIMA e Portuguese Furniture, com os parceiros AIPI, Home From Portugal, AIMMP e AICEP, e vai ter um polo na Pousada de Santa Marinha da Costa, em Guimarães, de 25 de Junho a 1 de Julho – fazendo a ponte com uma geografia que trabalha intensamente na fileira, nomeadamente no que tem a ver com os têxteis-lar.

 

Do programa consta a realização de vários eventos, que vão desde momentos puramente lúdicos, a experiências na cidade e na região, viagens que integram visitas a alguns polos de referência da fileira casa portuguesa e um espaço dedicado às start-ups.

 

Para além disso, realizar-se-á um ciclo de conferências internacionais, com a participação de algumas figuras de topo do setor a nível global, juntamente com especialistas nacionais, que vão apresentar e discutir tendências, estratégias de crescimento e promoção internacional do sector, entre outros temas.

 

Entre os oradores, destacam-se o designer industria, Karim Rashid; a sócia fundadora da 360Inspiration, Zuzanna Skalska; o consultor e diretor artístico do Istituto Europeo di Design Spa, Giovanni Ottonello; o embaixador do EIDD-Design for All in Europe, Pete Kercher; e Magdalena Plonka, consultora do Ministério para o Desenvolvimento polaco.

 

Ao todo estão já confirmadas as presenças de seis dezenas de empresas nacionais – num evento que deverá chamar ao edifício da Alfândega cerca de mil visitantes.

Partilhar