NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

Na sua primeira edição, o Prémio Nacional de Turismo tem por objectivo premiar empresas, projectos públicos e personalidades pelo seu contributo para o sector do turismo.

Organizado, em parceria pelo BPI e pelo semanário Expresso, a 1ª edição do Prémio Nacional de Turismo (PNT 2019) recebeu um total de 464 candidaturas de empresas turísticas de todo o país. Destas, 45% são do sector do Alojamento, 35% da Restauração e 20% da área de Serviços Turísticos. As candidaturas vão ser agora analisadas pela Deloitte nos meses de Junho e Julho e em Setembro vão ser realizadas as reuniões dos comités e do júri que irá eleger os vencedores.

 

Em nota à imprensa, a organização explica ainda que foram também efectuadas 78 nomeações destinadas aos prémios das categorias especiais, nomeadamente, “Turismo Responsável”, “Projecto Inovador”, “Projecto Público” e “Carreira”.

 

Para os organizadores do Prémio Nacional de Turismo trata-se de “excelentes resultados” que “superam as melhores expectativas e demonstram bem a pertinência da iniciativa e o interesse do sector do turismo na mesma, tendo sido determinante para este sucesso, o envolvimento dos vários stakeholders do sector, nomeadamente as Regiões de Turismo e as principais Associações do Turismo”.

 

Pedro Barreto, Administrador de Empresas e Institucionais do BPI, classifica os resultados alcançados como “muito, muito positivos e bem demonstrativos da relevância desta iniciativa para todas as entidades que actuam no sector do turismo em Portugal”. Acrescenta ainda que o BPI quer ser reconhecido como “o Banco do Turismo em Portugal”.

Partilhar