NewDetail

AICEP
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal

CABEÇALHO

A empresa de tecnologia Infraspeak, sediada no Porto, anunciou ter fechado novos contratos de distribuição que lhe permitirão entrar no Dubai, África do Sul e Botswana.

A startup tecnológica Infraspeak, que desenvolve software de gestão para empresas, fechou contratos de distribuição com dois parceiros que lhe permitirão expandir-se para o Dubai, África do Sul e Botswana.

 

A empresa do Porto adianta, em comunicado, que estes contratos de distribuição, fechados através do programa Infraspeak Partners, são um “novo modelo expansão” — paralelo à abertura de escritórios e formação de equipa local própria, como aconteceu recentemente em Espanha e no Reino Unido — com o qual “pretende acelerar a expansão global da sua solução de gestão de manutenção e facility management.

 

“O programa Infraspeak Partners permite-nos encontrar e fechar parcerias com empresas ambiciosas e empreendedoras que pretendam levar a inovação da Infraspeak para os seus mercados. Por conhecerem bem as necessidades, os problemas e as abordagens adequadas aos seus respetivos mercados, os parceiros permitem uma mais rápida penetração”, explica o cofundador e presidente executivo da ‘startup’, Felipe Ávila da Costa, citado num comunicado.

 

Segundo explica, cada parceiro, após participar num processo intensivo de formação na sede da Infraspeak, no Porto, estará encarregue de representar a empresa nos seus respetivos mercados.

 

Desde o lançamento do programa Infraspeak Partners, em fevereiro, a Infraspeak diz ter recebido nove candidaturas, das quais aprovou as duas agora anunciadas: a do grupo AHM, com sede no Dubai e que desde 1981 se foca no apoio ao desenvolvimento de negócios usando aquele emirado como ponto de distribuição para a região do Médio Oriente e Norte de África, e a da Pivotal Development & Consulting, com sede em Gaborone, que assegurará a distribuição nos mercados da África do Sul e do Botswana.

 

Fundada em 2015 por Felipe Ávila da Costa e Luís Martins, a Infraspeak diz contar com mais de 120 clientes em três continentes — Europa, África e América do Sul –, estando agora a expandir as operações para “continuar a crescer a um ritmo acelerado”.

 

A empresa comercializa uma plataforma destinada a “fazer as infraestruturas mais inteligentes e a vida e o trabalho mais fácil para os gestores e os técnicos”, descrita como “uma solução totalmente personalizável que usa tecnologias de ponta como NFC, APIs, apps e sensores para aumentar a eficiência das equipas e reduzir o custo das operações”.

 

“Sendo um software modular e flexível, o Infraspeak permite aos seus clientes construir a sua própria solução para gerir as suas operações técnicas, desde a manutenção às auditorias de qualidade, gestão do stock, compras, housekeeping, inventários e mais”, lê-se no site da empresa.

Partilhar